Produtos

Confira nossos equipamentos

Prensa para Extração de Óleo

  • O mercado brasileiro, assim como o da América do Sul e América Central, em função da revolução dos biocombustíveis e de sua crescente produção de grãos e rações, necessitava urgentemente de boas prensas para a extração de óleos vegetais. A GREENPEÇAS inovou este mercado produzindo prensas modernas e eficazes, de diferentes modelos e capacidades para atender esta necessidade Apresentamos abaixo o modelo PRG-270, desenvolvido para uma capacidade de produção de 2200 a 3200 kg/h. No verso deste catálogo apresentamos nossos modelos de 150 a 5.000 Kg/H. Acima de 5.000 Kg/H até 30.000 KG/H fabricamos sob encomenda.

Características

  • Rosca de Alimentação: Acionada através de motoredutor dotado de inversor de freqüência que possibilita o controle do volume de produção, evitando que a prensa embuche por excesso de alimentação.
  • Placa Magnética (Imã): equipada com desviador magnético para retenção de materiais ferrosos indesejáveis.
  • Mancal: Os mancais dianteiro e traseiro são independentes da base e de fácil remoção. A sua lubrificação é feita por meio de banho de óleo.
  • Cesto: As prensas possuem cestos do tipo bipartido e articulados na própriabase, facilitando a sua manutenção e operação.
  • Sistema de Regulagem: Possui sistema de regulagem da torta, que possibilita o controle de relação da pressão exercida, do percentual de óleo a ser extraído e da produção desejada.
  • Acionamento: O acionamento principal e feito com motoredutor de engrenagens cilíndricas de dentes helicoidais. A transmissão do redutor para o eixo principal é feita com acoplamento flexível de alto torque.
  • Raspador: É uma grande inovação neste tipo de prensa! O Raspador faz a remoção do residuo de farelo "borra", que fica depositado sobre a caixa de decantação, retornando esta "borra" para o processo. O Raspador foi criado e adicionado às Prensas GREENPEÇAS para reduzir a mão de obra na operação, evitando que os operadores fiquem o tempo todo retornando manualmente a "borra" da prensa com baldes, pás, etc., provocando uma situação de risco, desgaste operacional, problemas de higienização e com alto custo de mão de obra.